quarta-feira, 20 de setembro de 2017

Juiz da Lava Jato condena Sérgio Cabral a 45 anos de prisão

Imagem relacionada
O ex-governador do Rio, Sérgio Cabral (PMDB), condenado a 45 anos de prisão (Fábio Motta/Estadão Conteúdo)

Na maior condenação da operação, ex-governador é considerado culpado de cobrar propina em obras como a do Maracanã; ex-primeira-dama também é condenada.

O juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal Criminal, responsável pela Operação Lava Jato no Rio de Janeiro, condenou nesta quarta-feira o ex-governador do Rio Sérgio Cabral (PMDB) a 45 anos e dois meses de prisão pelos crimes de corrupção passiva, lavagem de dinheiro e pertencimento a organização criminosa. Com ele, foram condenadas outras 11 pessoas, entre elas a ex-primeira dama Adriana Ancelmo, pelos crimes de lavagem de dinheiro e participação em organização criminosa – somadas, as penas de prisão dela, superam 28 anos.

As condenações tiveram como base principalmente as delações de executivos da Andrade Gutierrez e da Carioca Christiani-Nielsen Engenharia. É a maior condenação da Lava Jato na primeira instância em tempo de prisão em regime fechado – até então, as maiores eram as do ex-ministro José Dirceu (PT) e do lobista Milton Pascowitch, que foram sentenciados a 20 anos e 10 meses de prisão em ação sobre recebimento de propina da empreiteira Engevix.

PUBLICIDADE

É também a primeira condenação do ex-governador nos processos que tramitam no Rio de Janeiro. Ele já havia sido condenado em junho deste ano a 14 anos e dois meses de prisão pelo juiz Sergio Moro, responsável pela Lava Jato em Curitiba. Ele foi considerado culpado de recebimento de 2,7 milhões de reais em propina na obra do Comperj, o Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro, com base em provas e depoimentos de delação de executivos da construtora Andrade Gutierrez.

Segundo a sentença desta quarta-feira, Cabral também cobrou e recebeu propina de obras como a expansão do metrô em Copacabana, a reforma do Maracanã para os Jogos Pan-Americanos de 2007, o Mergulhão de Caixas, o PAC das Favelas, o Arco Metropolitano e a reforma do mesmo Maracanã para a Copa do Mundo de 2014.


Na sentença, Bretas explica que considerou como agravante o fato de Cabral ter sido o líder da organização criminosa. “Principal idealizador dos esquemas ilícitos perscrutados nestes autos, o condenado Sérgio Cabral foi o grande fiador das práticas corruptas imputadas. Em razão da autoridade conquistada pelo apoio de vários milhões de votos que lhe foram confiados, ofereceu vantagens em troca de dinheiro. Vendeu a empresários a confiança que lhe foi depositada pelos cidadãos do estado do Rio de Janeiro, razão pela qual a sua culpabilidade, maior do que a de um corrupto qualquer, é extrema”, escreveu.

Fonte: A Veja Online

Fachin vota para que denúncia contra Temer vá para a Câmara

Edson Fachin


Com seis votos a favor, o Supremo Tribunal Federal (STF) já formou maioria para aprovar o envio à Câmara dos Deputados da denúncia do ex-procurador-geral da República Rodrigo Janot contra o presidente Michel Temer (PMDB) por obstrução de justiça e organização criminosa.

O plenário do Supremo avalia pedido da defesa do presidente para que seja suspensa a tramitação da denúncia até que chegue ao final uma revisão sobre a delação dos executivos do grupo JBS. O acordo de colaboração premiada firmado com o Ministério Público Federal pode ser anulado em razão da omissão de fatos pelos delatores Joesley Batista, dono da companhia, e Ricardo Saud, diretor de relações institucionais da empresa.

.Além do relator da Operação Lava Jato na Corte, Edson Fachin, negaram o pedido de Temer os ministros Alexandre de Moraes, Luís Roberto Barroso, Rosa Weber, Luiz Fux e Ricardo Lewandowski. Os ministros Dias Toffoli  e Gilmar Mendes divergiram. Toffoli disse que Fachin, como relator, tem a prerrogativa de analisar liminarmente a denúncia – e, portanto, a validade ou não das delações da JBS – antes de enviá-la à Câmara. Já Gilmar votou pela devolução da peça acusatória à Procuradoria-Geral da República.

Fonte: A Veja Online

Megaoperação policial caça traficantes de drogas e matadores no Vale do Jaguaribe

Imagem relacionada

Já nas primeiras horas de operação, a Polícia apreendeu uma vasta quantidade de drogas que seriam distribuídas na região. Operação terrestre conta com o apoio de um helicóptero da Ciopaer
Acidade de Russas (a 163 Km da capital Fortaleza) está servindo de base operacional para uma grande ação policial deflagrada no começo da manhã desta quarta-feira (20). São dezenas de viaturas e cerca de 150 policiais civis e militares de quartéis e delegacias de cidades do Vale do Jaguaribe mobilizadas para dar cumprimento a ordens judiciais de prisão, busca e apreensão, além de condução coercitiva para acusados e suspeitos de envolvimento em crimes de assassinatos, tráfico de drogas e roubo.

A ação teve início por volta de 6 horas, quando equipes das polícias  Civil e Militar, além da Perícia Forense do Ceará (Pefoce), sob o comando da Coordenadoria Operacional da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), foram distribuídas na região para sair à caça dos criminosos. A ação acontece no mesmo dia em que o titular da SSPDS, delegado federal André Costa, participa de uma audiência pública em que será sabatinado pelos deputados estaduais na Assembleia Legislativa do Estado do Ceará.

Drogas

Além de Russas, cidades como Jaguaribe, São João do Jaguaribe, Tabuleiro do Norte, Limoeiro do Norte, Nova Jaguaribara, Quixeré e Jaguaretama, estão sendo “alvos” da operação tendo em vista os altos índices de crimes registrados nos últimos meses, principalmente as execuções sumárias, crimes com características de pistolagem ou de “acerto de contas”.

Em Jaguaribe, por exemplo, há duas semanas uma criança de 10 anos de idade foi morta, a tiros, por bandidos que invadiram um bar na periferia da cidade para matar um desafeto. O homem também foi baleado. Os suspeitos do duplo homicídio já estão presos.
Nas primeiras diligências feitas nesta manhã, a Polícia apreendeu uma grande quantidade de drogas e prendeu suspeitos de comandar o tráfico na cidade de Russas. Os entorpecentes já estão na Delegacia Regional.

O  trabalho das equipes da Polícia Civil, PM e da Pefoce está sendo apoiado por uma aeronave (helicóptero) da Coordenadoria Integrada de Operações Aéreas (Ciopaer), à disposição do Comando do Policiamento do Interior Sul (CPI-Sul), sob o comando do Coronel PM Gilvandro Oliveira.

Fonte Fernando Ribeiro

Tenente da PM perde a linha e aponta arma para a cabeça de repórter em Sobral


         Tenente Leitão, da PM de Sobral, aponta arma para a cabeça do repórter Wellington Macedo
O repórter Wellington Macedo teve uma arma apontada para a cabeça enquanto fazia matéria em frente à Santa Casa de Sobral nessa terça-feira (19). Não foi uma ação de bandido, mas de um tenente da Polícia Militar, chamado Leitão.
O despreparo do PM tem repercutido nas redes sociais do País.

Confira a reportagem de Wellington Macedo

Fonte: Ceara News

terça-feira, 19 de setembro de 2017

Capitão Wagner volta a cobrar secretário André Costa por Plano de Segurança do Ceará


O deputado estadual Capitão Wagner (PR) voltou a cobrar, na manhã desta terça-feira (19), na Assembleia Legislativa, a elaboração de um planto de segurança para o Ceará. Para o parlamentar, o secretário de Segurança, André Costa, está tomando as mesmas medidas que já implementadas na gestão Cid Gomes sem resultado.

“O secretário, especialmente na área da segurança, tem vindo arrotar dados, o líder do governo acabou de fazer isso. ‘Estamos contratando policial, estamos comprando viaturas, estamos adquirindo aeronave’. Isso aí foi feito na gestão Cid Gomes e não deu resultado. A gente quer ouvir do secretário amanhã é que está se construindo um plano com as demais secretarias, com a Secretaria de Justiça, com a Secretaria de Ação Social, um plano, por exemplo, para saber o que se faz com o preso quando ele sai do sistema penitenciário. Tem algum encaminhamento? Ele é devolvido à sociedade com algum encaminhamento? Ele é inserido no mercado de trabalho? Dizer que se prendeu, que se aprendeu droga, que se aprendeu arma, isso aí não é solução, quanto mais prende, quanto mais se apreende arma e droga, infelizmente, a violência só tende a aumentar”.

O deputado ainda foi taxativo ao negar qualquer possibilidade de subir no mesmo palanque, em 2018, que os irmãos Cid e Ciro Ferreira Gomes (PDT). Capitão Wagner reforçou que, caso o presidente do Senado, Eunício Oliveira (PMDB), e o senador Tasso Jereissati (PSDB) não apresentarem interesse em concorrer ao Governo do Ceará, o nome dele está à disposição para ser o candidato da oposição.

“Eu não posso falar pelo senador Eunício, da minha parte, essa possibilidade é zero. Não há a menor possibilidade de eu subir no palanque dos Ferreira Gomes. E se o senador Eunício não quiser vir pro nosso lado, não for candidato e nós não tivermos outro nome, o meu nome está colocado à disposição como pré-candidato ao Governo do Estado, não por ser a última opção, acredito que sou uma pessoa viável, mas precisamos, logicamente, de uma estrutura partidária, de tempo de televisão para viabilizar a candidatura”.

Fonte: Ceará News 7

Violência domina Sobral e cidade já registra 83 casos de assassinatos em 2017

                   A criminalidade domina a cidade mais importante da Região Norte do Ceará
Subiu para 83 o número de assassinatos no Município de Sobral (a 224 Km de Fortaleza) neste ano, 10 em apenas 19 dias de setembro, o que revela a insegurança e a violência que dominam o maior desenvolvido e populoso município da região Norte do estado. O mais recente crime de morte ocorreu na manhã desta terça-feira (19), em pleno Centro da cidade.

Um jovem de apenas 19 anos foi baleado na cabeça e morreu quando era atendido na Emergência da Santa Casa de Misericórdia. O crime ocorreu nas proximidades do prédio conhecido como “Goiabão”, na Avenida Universidade. Segundo o relato de testemunhas oculares do crime, o rapaz, identificado como Kecy Duarte Gomes, trafegava em sua motocicleta quando foi emparelhado por outra moto onde estavam dois homens.

Execução

Sem nenhuma discussão entre os desconhecidos e a vítima, o garupeiro sacou uma arma e atirou na cabeça do rapaz, que estava vestido com uma farda de Jovem Aprendiz de uma empresa local.
Enquanto os assassinos fugiam em direção ao bairro Alta da Brasília, populares acionaram a Polícia e uma ambulância transportou o rapaz ferido para a Emergência da Santa Casa, onde ele faleceu pouco tempo depois. Os assassinos permanecem desaparecidos.

Este foi o terceiro assassinato em Sobral em quatro dias e o décimo em 19 dias do mês de setembro, totalizando 83 neste ano.
No último domingo, um garoto de apenas 14 anos foi morto, a tiros, quando caçava passarinhos em um terreno baldio no bairro Dom Expedito.

Veja a lista dos homicídios neste mês de setembro em Sobral:

1 – (1/9) – Jander Martins, 32 anos (bala)
2 – (2/9) – Antônio Alexsandro Ferreira de Sousa, 31 anos (faca)
3 – (2/9) – Daniel dos Santos Lima, 20 anos  (bala)
4 – (3/9) – Francisco Arthur Lima Matias, 17 anos (bala)
5 –  (5/9) – Francisco Orlando Ponte Ferreira, 16 anos  (bala)
6 – (6/9) – Robson Costa Gregório, 26 anos (bala)
7 – (13/9) – Alexandre Mesquita da Silva, 29 anos (bala)
8 – 15/9) – Antônio Igor do Nascimento Sousa Filho, 19 anos (bala)
9 – (17/9) – Antônio Maciel Silva Saraiva, 14 anos (bala)
10 – (19) – Kecy Duarte Gomes, 19 anos (bala)

Fonte: Fernando Ribeiro

Ivo Gomes diz que chegou ao limite de intolerância e cita incompetência da polícia civil em postagem.


Em seu facebook oficial o atual prefeito da cidade Sobral Ivo Ferreira Gomes,(PDT) demonstrou decepção com a Polícia Civil e também com o IML, no status ele fala que passou da hora polícia civil ir a público e dizer quais providências foram tomadas em relação aos mais de 70 homicídios na cidade. E explicar quais inquéritos estão sendo resolvidos e falou que o IML está indo no mesmo rumo. 

Fonte: Sobral Em Dias